Segunda-Feira, 08 de Marco de 2021

Alerta à Saúde: Mato Grosso atravessa a pior situação desde o início da pandemia de Covid

O estado cancelou o retorno presencial das aulas, previsto para fevereiro, e adiou cirurgias eletivas. Mas, segundo a Secretaria de Saúde, o colapso já é inevitável.

Por Jornal Nacional

15/01/2021 22h18  Atualizado há um dia

No Centro-Oeste, também o estado de Mato Grosso atravessa a pior situação desde o pico da pandemia de Covid-19 em julho e agosto de 2020. Segundo a Secretaria de Saúde, os hospitais estão à beira do colapso.

A fila na Arena Pantanal, que está funcionando como centro de triagem de pacientes em Cuiabá, tem quilômetros. São distribuídas 900 senhas por dia. A vendedora Idelma de Fátima Gonçalves chegou às 4h para tentar ser atendida.

“A gente está fraco, debilitado. Então esse tempo aqui é difícil. Estou sentindo falta de ar, tosse, náusea”, disse.

As unidades de saúde também estão lotadas.

“Policlínica lotada. Tudo misturado, Covid com trauma. Estou aqui desde cedo com meu pai e até agora nada”, diz uma mulher na gravação que fez no celular.

A enfermeira Ana Carolina Haddad M. Camargo gravou um vídeo descrevendo o caos.

“A unidade está cheia de gente. Não para de chegar um minuto, sintomático respiratório, e as pessoas chorando, chorando. Acabei de atender uma paciente, ela tem a minha idade. A mãe faleceu por Covid, o marido está internado na UTI também por Covid, a filha está em casa tratando ruim e hoje ela veio aqui porque também está muito mal”, contou.

Mato Grosso tem registrado média móvel de mais de 1.100 novos casos por dia. No interior, hospitais de referência estão praticamente lotados e as poucas vagas que restam estão na região metropolitana. O estado cancelou o retorno presencial das aulas, previsto para fevereiro, e adiou cirurgias eletivas. Mas, segundo a Secretaria de Saúde, o colapso já é inevitável.

“Será dramático nos próximos dias porque não há possibilidade técnica de ampliação com velocidade dos leitos de UTI porque precisa de estrutura física, de equipamento, precisa principalmente de profissionais especializados que faltam no Brasil inteiro. Se nós conseguíssemos um nível de isolamento social intenso, todo mundo usando máscara, fazendo a higienização das mãos, isso não teria acontecido”, diz Gilberto Figueiredo, secretário de Saúde de Mato Grosso.

A Covid-19 já matou mais de 4.700 pessoas em Mato Grosso. A professora Elaine Moura perdeu o pai e vive um novo drama na família.

“É muito difícil tirar da cabeça a última imagem que eu tenho do meu pai que é numa cama de hospital com uma máscara de oxigênio. E, agora, estou vivendo de novo a mesma situação com o pai dos meus filhos. E a última imagem que a gente tem é novamente dele no hospital com uma máscara de oxigênio, brigando pela vida”, contou.

FONTE: https://g1.globo.com/jornal-nacional/noticia/2021/01/15/mato-grosso-atravessa-a-pior-situacao-desde-o-inicio-da-pandemia-de-covid.ghtml

COMPARTILHE ESSE POST

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on whatsapp

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Com muito ❤️ por go7.site
⚙️