Sexta-Feira, 27 de Novembro de 2020

Educação em Destaque: Seduc anuncia fechamento de escola e preocupa comunidade de Várzea Grande

Khayo Ribeirokhayo@gazetadigital.com.br

Seduc

A Secretaria de Estado de Educação (Seduc) anunciou nesta semana o fechamento da Escola Estadual Miguel Baracat, no bairro Pirineu, em Várzea Grande. A unidade educacional atende 224 alunos do ciclo fundamental e é um dos principais centros de ensino do bairro. O comunicado da pasta tem gerado preocupação entre a comunidade acadêmica, que se organiza para cobrar explicações.

Com o fechamento da unidade, os alunos serão transferidos para a Escola Estadual Elmaz Gastass, localizada no bairro Vila Ipase, também em Várzea Grande. O redimensionamento passará a valer a partir do ano de 2021.

Leia também – Homem causa acidente para estuprar motorista em MT

Ao portal , o diretor da escola, Cezer Scapini Coutinho, lamentou o anúncio da Seduc, que foi feito via orientativo à unidade de ensino na quarta-feira (11). O gestor destacou que a decisão da pasta confundiu a comunidade acadêmica, sobretudo pelo fato de o prédio que sedia o centro de ensino ter sido reformado neste ano.

À reportagem, Coutinho apontou que o prédio da escola é alugado. Contudo, neste ano, o locador reformou o espaço para melhorar a estrutura física do centro de ensino. A reforma só teria sido feita após diálogo entre a escola e o dono da propriedade. Além disso, o diretor também apontou que o número atual de estudantes só é menor do que o quantitativo que a unidade atendeu em anos anteriores por conta da pandemia.

Com mais de 20 anos de fundação, a escola já formou gerações de alunos e o anúncio de seu fechamento gerou revolta entre a comunidade que passou pelo centro de ensino. A estudante universitária Lupita Amorim Novais Silva, ex-aluna da unidade, apontou que o fechamento da escola atinge não somente aos moradores do Pirineu, como também de outros bairros ao redor.

“No meu ponto de vista vai impactar diretamente na qualidade de ensino dos estudantes,  uma vez que em situação de pandemia os estudantes dependem de buscar as atividades na escola”, disse Lupita Amorim. “E sem a escola terão que se descolar para lugares mais longes do bairro dificultando diretamente na motivação dos estudantes em permanecer nos estudos, o que contribui ainda mais para a evasão escolar que é uma consequência da pandemia”, acrescentou.

Para defender a continuidade da escola, a estudante criou um formulário virtual para recolher assinaturas que destaquem a importância da unidade de ensino para a comunidade. O documento pode ser acessado AQUI. Além de universitária, Lupita Amorim também é coordenadora do Coletivo Negro Universitário da UFMT e conselheira representante dos estudantes negros e negras no Conselho de Política de Ações Afirmativas da PRAE/UFMT.

Diante dos fatos, o portal entrou em contato com a Seduc, que informou que o fechamento da unidade faz parte de um procedimento anual já realizado pela pasta que tem a finalidade de reordenar as unidades de ensino. Segundo a secretaria, a metodologia visa garantir que os alunos sejam atendidos com a melhor infraestrutura disponível.

FONTE: https://www.gazetadigital.com.br/editorias/cidades/seduc-anuncia-fechamento-de-escola-e-preocupa-comunidade-de-vg/635530

COMPARTILHE ESSE POST

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on whatsapp

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Com muito ❤️ por go7.site
⚙️