Quinta-Feira, 16 de Setembro de 2021

Funcionária de Tom Veiga disse que a ex-mulher do ator tentou matá-lo

Em depoimento, Josenilde contou sobre uma de suas conversas com o intérprete de Louro José

O LIBERAL

Nesta terça-feira (6), o depoimento da funcionária de Tom Veiga, Josenilde de Cássia Santos Silva, que trabalhou com ele por mais de um ano, fez uma reviravolta no caso da morte do ator. O Intérprete de Louro José faleceu em novembro de 2020.

A funcionária esteve acompanhada do advogado que representa os filhos de Tom na ação que pedem a anulação do testamento do pai. Josenilde contou que tinha uma relação de confiança com o patrão e que soube por ele, que Cybelle Hermínio, esposa na época, o havia agredido e o ameaçado com um gargalo de garrafa.

A briga ocorreu no dia 4 de setembro e ela chegou a presenciar a discussão antes do fim do expediente. Ao retornar para o trabalho no dia 8 de setembro, a funcionaria indagou Cybelle sobre o patrão. “Só esperei você sair. Dei muito nele. Dei até ele não aguentar mais”, teria dito Cybelle.

Josinilde perguntou se Tom havia retribuído a agressão, mas Cybelle negou. Depois disso, a funcionária teve contato com Tom, que revelou que a esposa havia o ameaçado de morte.

“Neilton disse a ela que Cybelle só esperou ela sair para agredi-lo verbalmente e fisicamente. Como ele não reagiu às agressões físicas, ela tomou dele a taça de vinho e tacou na parede. Neilton disse que ela ainda teria outras 11 taças para quebrar e que ele não reagiria. Ele, então, entrou em casa e ela foi atrás, batendo nele com toda a vontade. Ele caiu no sofá e ela seguiu batendo nele e dizendo: ‘Reage seu cuzão, reage’. A todo tempo ela dizia que faria ele reagir para então acabar com a carreira dele. Ela também dizia para ligar para o advogado, pois ela queria o divórcio. Ele conseguiu se desvencilhar e retornou para a varanda, quando ela, então, pegou a garrafa de vinho e bateu contra o braço dele. Ele disse a Josenilde que seguiria apanhando sem reagir, pois sabia que ela queria levar o assunto para a mídia. Na sequência, ela quebrou a garrafa de vinho e partiu na direção dele com a garrafa quebrada, foi aí que ele percebeu que sua vida estava em risco, pois, ao ver que ele realmente não reagiria, Cybelle partiu para matá-lo. Por isso, ele correu pelo jardim, pegou o controle da garagem e fugiu descalço, apenas com o short que vestia, sem documentos, sem dinheiro e sem celular. Ele realmente teve medo de morrer e, depois de ter sido socorrido por amigos próximos, foi para um hotel, onde ficaria até que Cybelle saísse da casa para nunca mais voltar”, descreveu a funcionária.

Cybelle teria deixado a casa uma semana depois e o ator pediu para que a empregada chamasse um chaveiro para trocar as fechaduras. 

Josinilde revelou ainda que sempre que falava com o patrão sobre o dia da briga, ele dizia: “Ela [Cybelle] tentou me matar. Ela tentou me matar. Ela ficou um monstro e, eu, uma formiguinha. Se eu não saísse, ela ia acabar com a minha vida. Do jeito que ela estava descontrolada, a vontade dela era acabar com a minha vida”.

FONTE: https://www.reportermt.com.br/variedades/funcionaria-de-tom-veiga-disse-que-a-ex-mulher-do-ator-tentou-mata-lo/135216

COMPARTILHE ESSE POST

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no whatsapp

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Com muito ❤️ por go7.site
⚙️