Quarta-Feira, 21 de Outubro de 2020

Guerra ao Covid-19: Cuiabá decreta toque de recolher por 15 dias e mantém escolas fechadas

Moradores estão impedidos de deixarem casas entre 22h30 e 5h00 a partir deste sábado

ALLAN MESQUITA

O prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro (MDB), decretou há pouco o toque de recolher em toda cidade no horário entre 22h30 às 5h00. A proibição terá início neste sábado, dia 13, e vai até o domingo dia 28 deste mês. “Vamos segurar a vida noturna em dezenas de bairros que acabaram contribuindo para os números que nos assustaram no último final de semana”, comunicou ao alertar que os “furões” poderão sofrer até mesmo a prisão pelas forças de segurança do Estado e município.

Somente poderão funcionar os estabelecimentos essenciais, como farmácias, laboratórios, funerárias, empresas de segurança, carga e descarga, táxis, aplicativos de transporte e unidades de saúde humana, odontológica e veterinária. Os ônibus só funcionarão 20% da frota.

O prefeito explicou que tomou a decisão neste momento para se evitar que lockdown na capital do Estado. “São medidas necessárias para ajustar a flexibilização. As pessoas precisam exercer o novo modo de vida com distanciamento social”, disse, ao acrescentar que “as medidas podem ser alteradas a qualquer momento nesta fase de convivência segura com vírus”.

O prefeito afirmou que buscará manter o equilíbrio entre as atividades econômicas com controle dos casos. “O vírus não tem cura e não tem como trancar todas pessoas dentro de casa. Todos precisam ganhar seu dinheiro com dignidade e proteção”, frisou.

Segundo Emanuel, no dia 9 de junho, os números mostram 1.332 casos e 38 mortes em Cuiabá. Já projeções indicam que no domingo, dia 14 de junho, Cuiabá chegará 2.158 casos confirmados. “Essa projeção está dentro do nosso controle. Essse é um crescimento de 7% por dia e estamos com a transmissão controlada. O ideal seria zero, mas tem outras capitais que crescem 35% por dia. Quem não cuidou no início está vivendo o drama”, disse ao lembrar que hoje 30% dos infectados estão recuperados.

Emanuel garantiu que a cidade tem 95 leitos de UTIs (Unidade de Tratamento Intensivo), existindo vagas em aberto. “As vagas estão na regulação para os cuiabanos e matogrossenses”, assinalou.

Emanuel reconheceu que no último final de semana houve uma grande evolução de casos e mortes. “É um ponto fora da curva, mas ainda estamos dentro do controle. Mas aviso que não irei titubear para adotar todas medidas necessárias”, disse.

Foi marcada uma videoconferência entre Emanuel e os prefeitos de 141 cidades para adotarem medidas unificadas. “Vamos liderar este processo para realizarmos um plano estadual para evitar que o caos impere no interior e sobrecarregue Cuiabá. Vamos tomar medidas sérias e sem fake news”, disparou noutra “cutucada” no governador Mauro Mendes

BARES, SALÕES E ESCOLAS

Os bares e resturantes passam a funcionar das 17h30 às 21h30 para o jantar sendo proibido clientes em pé ou no balcão para se evitar aglomerações. O almoço segue inalterado das 11h00 às 15h00.

O prefeito ainda anunciou a prorrogação por mais 30 dias da suspensão do funcionamento das escolas e faculdades públicas e privadas. Ou seja, as unidades ficam fechadas até 12 de julho e será o último segmento a retomar as atividades normalmente, de acordo com o gestor da capital do Estado.

Já os cursos de idioma com no máximo de seis pessoas e pós-graduação na área de saúde com no máximo 12 alunos estão liberados, a partir de segunda-feira, dia 15. Também na mesma data, os salões e barbearias funcionarão em novo horário passando das 13h00 às 19h00. Hoje, funcionam das 8h00 às 14h00.

FONTE: https://www.folhamax.com/cidades/cuiaba-decreta-toque-de-recolher-por-15-dias-e-mantem-escolas-fechadas/260895

COMPARTILHE ESSE POST

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on whatsapp

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Com muito ❤️ por go7.site
⚙️