Sexta-Feira, 18 de Junho de 2021

Netflix não retira 365 Dias do catálogo em meio a protestos contra “glamourização da cultura do estupro”

Espectadores criaram uma petição para que o filme fosse retirado da plataforma de streaming

REDAÇÃO PUBLICADO EM 04/07/2020, ÀS 13H18

Cena do filme 365 Dias DNI
Cena do filme 365 Dias DNI – Netflix

Netflix divulgou que não vai retirar o filme erótico 365 Dias do catálogo após protestos que apontam a glamourização do estupro na produção que traz cenas explícitas de sexo – e que acabou fazendo sucesso por isso.

O longa polonês é protagonizado por Anna-Maria Sieklucka, que vive Laura Biél, e Michele Morrone, que vive Massimo, e baseado em uma triologia da polonesa Blanka Lipinska. Na trama, a protagonista é aprisionada pelo mafioso, que dá 365 dias de validade para a refém se apaixonar por ele.

Em nota à Reuters, um porta-voz da Netflix informou que o filme não vai sair do ar e que tem a classificação indicativa correta para obras com sexo, nudez e violênica. “Acreditamos fortemente em oferecer aos nossos membros em todo mundo mais escolhas e controle sobre a experiência de assistir à Netflix”, afirmou.

A cantora britânica Duffy chegou a publicar uma carta aberta ao CEO da Netlix, Reed Hastings, como uma das vozes ativas do protesto. Ela pediu que o filme fosse retirado do catálogo. “Fico triste que a Netflix ofereça espaço para tal tipo de cinema, que erotiza o sequestro e distorce a violência sexual”, comentou Duffy.

Uma petição online, criada por Kayla Yokanovich, exigia a retirada da produção do serviço de streaming e apontava os supostos problemas do filme. “A natureza questionável do filme se torna evidente nos primeiros quinze minutos, quando o protagonista força um ato sexual com uma funcionária em seu jato particular”, diz um trecho do texto.

+ Leia Mais: Petição exige a retirada de 365 Dias da Netflix por “glamourizar a cultura do estupro”

“Ela aparece amedrontada e relutante em transar com ele enquanto é trancado na traseira do avião. Ao final do ato sexual, ela tem lágrimas rolando pelo rosto. A partir desse momento, o filme continua a provocar mais gatilhos e ser mais problemático”, completa.

FONTE: https://exitoina.uol.com.br/noticias/tv-e-series/netflix-nao-retira-365-dias-do-catalogo-em-meio-protestos-contra-glamourizacao-da-cultura-do-estupro.phtml

365 dias filme lançamento 2020 melhor filme

COMPARTILHE ESSE POST

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no whatsapp

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Com muito ❤️ por go7.site
⚙️