Segunda-Feira, 30 de Novembro de 2020

Provas em Janeiro: Por causa da pandemia, Enem 2020 terá novos desafios

Izabelle Borges – Especial para o GDizabelle@gazetadigital.com.br

Reprodução/Internet

Documento, lanche e água, esse era o checklist básico para quem se preparava para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), mas esse ano recebeu dois acréscimos indispensáveis, álcool em gel e máscara de proteção. As provas que foram adiadas por conta da pandemia e começam em 17 de janeiro de 2021, com a aplicação da opção impressa. Durante as preparações para uma prova atípica, por conta dos cuidados com a covid-19, professores e estudantes precisaram se adaptar, o que trouxe dificuldades, mas também vantagens para quem conseguiu se adaptar.

Em Mato Grosso, as aulas presenciais foram suspensas a partir de 23 de março, com previsão de retorno em 5 de abril, mas pelo agravamento da pandemia não houve retomada. Nas escolas particulares foi autorizada apenas a voltas da educação infantil, por isso, a reta final da preparação para o Enem será on-line, já que ainda não há previsão para a reabertura das escolas.

Sidney Farina, 68, e Sandro Izaias, 52, são responsáveis por duas instiuições que preparam estudantes para o Enem em Cuiabá. Em conversa com o , os professores contaram que os alunos estão se preparando, mas notam que haverá dificuldade para matriculados em escolas públicas ou particulares que não se adaptaram às mudanças impostas pelo novo coronavírus.

Leia também – GD/SAS oferecem videoaulas e simulados gratuitos

Desde 23 de março a Escola do Farina se mantém com aulas on-line. O responsável, Sidney Farina, tem orgulho em dizer que a rápida mudança para o ambiente digital proporcionou aos estudantes um bom preparo.

Sidney menciona que no início da pandemia os estudantes demonstraram relutância com o ensino à distância (EAD), mas, logo compreenderam que era a única possibilidade no momento. “Essa mudança brusca levou o aluno a um estado de espanto”.

Já Sandro comemora as medidas tomadas após o decreto que autoriza cursos a voltarem às atividades. Segundo ele, mesmo funcionando com aproximadamente 32% da capacidade das salas de aula – já que os cursos estão liberados -, os estudantes da Academia Letras e Números demonstraram uma melhora na assimilação do conteúdo.

“A gente fez umas retomadas, umas revisões do conteúdo que foi dado via on-line, e eles estavam com dificuldades”, conta Sandro. 

No curso preparatório de exatas, Academia Letras e Números, já houve até simulado com uso obrigatório de máscara e cuidados de biossegurança para que os alunos se habituem ao que os aguarda.

Esse ano o Enem ocorrerá em duas etapas: impressa e digital. A primeira parte é daqueles que farão a prova impressa nas datas de 17 e 24 de janeiro de 2021, sendo o 3º e 4º domingo do mês. Os estudantes que fazem o Enem digital começam as provas em 31 de janeiro e terminam em 7 de fevereiro. Já os adolescentes apreendidos e adultos privados de liberdade fazem as provas em 24 e 25 de fevereiro.

Desde 2017, os dias do exame passaram a serem dois domingos seguidos. São duas provas, com 90 questões cada. No primeiro dia, os candidatos respondem a perguntas sobre linguagens e códigos, ciêncis humanas e escrevem a redação, com direito a 5h50 para realizar o exame. Já no segundo dia a prova é dedicada às ciências da natureza e matemática, com 5 horas para resolver as questões.

O exame é utilizado para ingresso nas principais universidades federais do Brasil e também instituições no exterior. No estado, o Enem é a prova de acesso à Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT) e parte das vagas do Instituto Federal de Mato Grosso (IFMT).

FONTE: https://www.gazetadigital.com.br/editorias/cidades/por-causa-da-pandemia-enem-2020-ter-novos-desafios/635154

COMPARTILHE ESSE POST

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on whatsapp

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Com muito ❤️ por go7.site
⚙️