Domingo, 25 de Outubro de 2020

Será possível ensinar de forma remota, mesmo sem conexão com a internet?

Desde o mês de março, a educação vem passando por diversas adaptações. E, até, o momento, a melhor alternativa para dar continuidade no ano letivo é por meio de aulas online, ou “Aulas remotas”, como ficou conhecida.  

Porém, essa alternativa não consegue atingir 100% dos alunos, devido, principalmente, a falta de conexão com a internet. Em alguns estados, alunos de escolas particulares se juntaram para fazer doações de celulares e computadores para ajudar os colegas que não possuem o aparelho. Atitude louvável, mas, a situação vai um pouco além do simples ter ou não ter o aparelho. Engraçado como este mundo dá voltas, celular que antes era tão odiado pelo professores, hoje, se mostra como a salvação para a educação.  

Nem todos os alunos tem uma conexão fibra ótica, por exemplo, a maioria possui planos de internet 3G que possuem limite de uso. Nesse sentido, aulas por meio de vídeo consomem esse limite em algum minutos, sem falar que, ainda, existem os alunos que moram onde não há sinal de celular. É …parece brincadeira, mas é verdade. Alguém ai consegue fazer ligações no distrito de Progresso? Não! Isso mesmo, não dá né, porque não há sinal de celular ali.  

Esses alunos que não terão acesso às aulas remotas receberam até um nome: os chamados “Off-line”, e a alternativa encontrada até o momento é a impressão de material e retirada na escola por parte do responsável, porém, se ele não tem acesso à aula, como fica a aprendizagem? Como ele tira dúvidas? Pelo WhatsApp, oras bolas, ou meu filho … acorda, o menino do off-line não tem conexão, e sem conexão não tem WhatsApp, Teams, Classroom, Youtube, Google e por ai vai.   

O número de off-line pode chegar em algumas localidades a 40% dos alunos em se tratando de alunos da área urbana, contudo, nas escolas do campo esse número fica em torno de 70 a 100% dos alunos. Antes o problema era o ônibus, agora, é a internet. Mas, onde foi que erramos? E será que existe alternativa?  

O problema é que muitas escolas optaram por usar tecnologias desenvolvidas fora do Brasil, onde o acesso à internet é uma realidade consolidada. E sabe aquele meme: “A NASA precisa estudar o brasileiro”, pois é, essa é a maior verdade. A plataforma Educaplus, além de ser mais simples de trabalhar, agora, também, vai operar off-line, sem necessidade de conexão com internet. É meu filho, não tem desculpa para ficar sem estudar!!.  

A CSW entende que tudo começa na sala de aula, tanto que nosso lema é: Sinta-se em sala de aula, e sabemos da importância do conhecimento para o desenvolvimento da nação. A educação precisa ser inclusiva e não exclusiva, todos precisam ter acesso à aula. Os alunos precisarão ser atendidos, tirar suas dúvidas, ser motivado pelo professor, e valorizar sobretudo o esforço que todos estamos fazendo neste momento para vencer o COVID-19.  

Nunca as dificuldades da educação estiveram tão claras, quanto agora, mas, para solucioná-las precisamos de alternativas com o DNA brasileiro, soluções que atendam nossa realidade, que seja fácil de trabalhar e funcional, este é o Educaplus.

Isaac Borges de Lima é diretor da CSW Informática e colaborador deste site

FONTE: https://abroncapopular.com.br/colunistas/sera-possivel-ensinar-de-forma-remota-mesmo-sem-conexao-com-a-internet/17406

COMPARTILHE ESSE POST

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on whatsapp

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Com muito ❤️ por go7.site
⚙️