Quinta-Feira, 22 de Abril de 2021

Torturado por Playboy: Mecânico rompe silêncio: ‘Não consigo ver as imagens porque achei que ia morrer’

Mecânico João Paulo, de 27 anos, concedeu entrevista ao programa Balança MT nesta sexta-feira. Ele disse que perdoa o agressor.

JOAO AGUIAR
DA REDAÇÃO

O mecânico João Paulo, de 27 anos, que foi torturado por Gustavo Henrique Albues, de 20 anos, na última quinta-feira (03), em Tangará da Serra (241 km de Cuiabá), concedeu entrevista ao programa Balança MT, da TV Cidade Verde, afirmando que no momento das agressões sentiu que iria morrer.

Na reportagem, João Paulo disse que foi torturado por uma dívida de R$ 1.200.

“Ele chegou logo depois que eu abrir a oficina e veio me cobrar. Disse que não tinha o dinheiro, porque realmente não tinha, e como ele estava meio alterado, não quis me escutar e veio para cima de mim”, explicou o mecânico.

“Ele chegou logo depois que eu abrir a oficina e veio me cobrar. Disse que não tinha o dinheiro, porque realmente não tinha, e como ele estava meio alterado, não quis me escutar e veio para cima de mim”, explicou.

João Paulo contou que durante a tortura, ele pensou várias coisas.

“Eu não corri nem reagi, porque pensei que seria pior”, afirma.

O mecânico disse que não conseguiu assistir o vídeo das agressões.

“Comecei e parei. Eu não precisava estar passando por aquilo, né. Era uma dívida, mas ninguém tem o direito de chegar e fazer o que fizeram comigo. Eu não trataria nem um cachorro da forma que fui tratado”, explica.

“Eu já falei e volto a repetir: não guardo nenhum rancor. Não faria justiça com as próprias mãos, pois, a justiça já foi feita. Agora coloco na mão de Deus, porque ele decide o que faz. Por mim, está perdoado”, disse João Paulo, com lágrima nos olhos.

“Eu já falei e volto a repetir: não guardo nenhum rancor. Não faria justiça com as próprias mãos, pois, a justiça já foi feita. Agora coloco na mão de Deus, porque ele decide o que faz. Por mim, está perdoado”, disse João Paulo.

O caso  

O crime foi gravado e viralizou nas redes sociais, causando revolta na população. Gustavo, que aparece nas imagens de cabeça raspada para não ser reconhecido, espancou o mecânico por uma dívida dentro de uma oficina. O torturador chega a quebrar uma garrafa de cerveja na cabeça da vítima. 

A sessão de tortura foi filmada por outra pessoa. 

A vítima sobreviveu e, após o tratamento médico, deixou a cidade por medo de retaliação do agressor.  Ele retornou para Tangará após a prisão do acusado.

O jovem, que é filho de empresário, alegou que a dívida era referente à ‘serviços mal feitos’ pelo mecânico.

Ele chegou a pedir desculpas em entrevista para o Programa do Pop, da SBT, mas disse que a vítima não apanhou de graça.

VEJA O VÍDEO:

https://www.youtube.com/watch?v=x6jzg5GvNLQ&feature=emb_logo

FONTE: https://www.reportermt.com.br/geral/mecanico-rompe-silencio-nao-consigo-ver-as-imagens-porque-achei-que-ia-morrer/126527

COMPARTILHE ESSE POST

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no whatsapp

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Com muito ❤️ por go7.site
⚙️